5 dicas para sua Black Friday

Black Friday

A tradição americana da Black Friday veio para ficar no Brasil e já se configura como uma das datas mais importantes para o varejo nacional, rivalizando com o Natal e Dia das Mães. A data passou a ser usada pelo comércio brasileiro em 2010 e desde então virou uma verdadeira febre, com aumento gradual de faturamento a cada ano. Porém, o abuso e fraudes promovidas por várias empresas gerou o apelido depreciativo para a data: “Black Fraude”.

Por isso, se você pretende utilizar a data para incrementar vendas, fique atento a alguns cuidados para evitar com que o “feitiço se volte contra o feiticeiro”, ou seja, que seus clientes se aborreçam com uma experiência negativa com sua marca.

Black Friday online
Black Friday, mais que nunca, será on line!
  1. Faça promoções de verdade: cuidado para não fazer promoções apenas de aparência, chamando seu público com anúncios e vitrinismo, decoração do espaço e divulgações de Black Friday, mas sem descontos reais nos produtos. Todos sabem que descontos de 10% a 15% são comuns o ano todo. O consumidor não é idiota. Por isso, escolha produtos com margem maior e efetivamente aplique descontos maiores. Se seu setor tem margem baixa, use a criatividade para criar combos, flexibilização nas formas de pagamento etc.
  2. Prepare seus canais de venda on line: a esta altura, sua marca já deve ter um canal de vendas on line, seja pelas redes sociais ou WhatsApp. Prepare seus canais de atendimento deixando informações prontas dos produtos com descontos e outras respostas no bloco de notas. Assim você agiliza o atendimento e não comete o maior pecado na venda on line: demora no atendimento.
  3. Marketing: crie posts para as redes sociais com informações objetivas e claras e disponibilize informações sobre os produtos em promoção de forma específica. Não vale “toda a loja com desconto”, ou “Descontos inacreditáveis!”. O consumidor não tem tempo para ficar perguntando ou procurando. Enquanto isso, o seu concorrente já lhe disse o que está em promoção e qual é o desconto que ele terá. Patrocine seus posts através do business.facebook.com. A plataforma é mais específica e profissional para anúncios tanto no Facebook quanto no Instagram. Procure ajuda especializada se você ainda não tem experiência neste tipo de publicidade on line.
  4. Delivery (de preferência grátis!): a venda on line não tem mais volta e se você ainda não tem um sistema de entrega rápida e eficiente preocupe-se com isso. Quem compra pela internet quer agilidade na entrega e, segundo pesquisa da pesquisa do Boston Consulting Gropu (BCG), 74% dos consumidores afirmam que o “frete grátis” é fator de influência na hora de decidir, ou não, comprar online. Então pense nisso na hora de elaborar suas oferta de Black Friday. Este pode ser um fator que levará o consumidor a escolher a sua marca e não a do concorrente.
  5. Pós-vendas: a Black Friday não acaba na sexta-feira. Lembre-se que o seu cliente poderá ter dúvidas, reclamações ou mesmo trocas ao longo da primeira semana de dezembro. Nesta hora, o foco deve estar na experiência do cliente com sua marca e não no que você vai ganhar ou perder com a troca ou devolução do produto. Oriente seus colaboradores neste sentido. Não é novidade que um cliente insatisfeito que é surpreendido de forma positiva e tem seu problema resolvido, fala mais e melhor de sua marca aos outros do que o cliente satisfeito.

Se você precisar de ajuda no seu marketing, nós estamos prontos para ajudar. Clique AQUI e fale conosco!

Deixe uma resposta