Seis dicas para ter um (bom!) site

Você tem um CNPJ e não tem um (bom) site? Então, desculpe a franqueza, mas você só existe para quem quer tirar seu dinheiro (A Receita Federal, por exemplo) e não para quem pode colocar dinheiro no seu caixa. Também nada adianta ter um site antigo, desatualizado, utilizando códigos defasados (não responsíveis a dispositivos móveis, por exemplo) e não otimizados para os motores de busca.

Muitos alegam que não precisam de um site porque tem páginas no Facebook e no Instagram. Ok. Isso é importante. Mas quando você quer comprar alguma coisa ou serviço não vai às redes sociais, mas ao Google, certo? Outra coisa importante: o seu perfil nas redes sociais não é seu na verdade; ele pertence ao Mark Zuckerberg. Tudo o que você publica nos seu perfil está armazenado nos servidores do Facebook e no Instagram e todos os seus seguidores estão lá também. Você tem acesso controlado a tudo isso. Se por alguma razão o Instagram bloquear sua conta, você está literalmente sem nada! Redes sociais são como um flat ou um quartinho alugado onde você mora mas não é dono, não pode mudar a mobília e de onde você pode ser despejado a qualquer momento sem aviso prévio.

Então, tudo o que você faz na internet tem que estar direcionado ao seu site, ou seja, “sua casa própria”. As coisas devem acontecer lá e não nos seus perfis das redes sociais. Estes são apenas a porta de entrada. Por isso é tão importante ter um bom site e utilizá-lo corretamente.

As dicas abaixo são um filtro para você testar se o seu site está preparado para trabalhar para você ou, caso você ainda não tenha um, para orientar a construção da sua “casa própria” na internet.

1. Uma única página

Hoje os sites são em 80% das vezes acessados em celulares e não em desktops. Por isso, para facilitar a navegação, todo o conteúdo principal que você quer disponibilizar ao seu público deve estar numa única página. Repare: a gente prefere rolar uma página e não clicar para abrir outra página e outra e outra. Se a conexão não for boa, as páginas vão demorar a carregar e isso provocará a desistência do usuário. Então troque os cliques pelo “scroll”. Não é proibido ter outras páginas, mas elas devem ser complementares e devem ter um resumo na página principal do site. É quase desnecessário dizer, mas vamos lá: seu site TEM QUE SER responsivo a celulares e tablets utilizando códigos que adaptem a página a estes dispositivos. O Google já nem indexa mais sites que não sejam responsivos

2. Design leve

Priorize um design leve, limpo, com cores relacionadas à sua marca, fotos de boa qualidade, alto contraste entre o texto e o fundo do site e botões em tamanho adequado que facilitem a utilização. Além de tornar a navegação agradável aos olhos, o bom design ajuda o acesso e é valorizado pelos robôs buscadores.

3. CTA

CTA é a sigla para “call to action”, ou seja, um chamado ao usuário para que faça alguma coisa. Você deve oferecer, em vários pontos do site, a oportunidade para baixar um e-book, um catálogo de produtos ou faça um contato, sempre pedindo em troca os dados desta pessoa como e-mail, número do celular e o nome. Isso significa gerar “leads”, isto é, contatos de pessoas interessadas de alguma forma em seu produto ou serviço. Os comentários nos posts são outra forma de possibilitar a ação de quem visita sua página.

4. Conteúdo

Gere conteúdo para o seu site. Um site estático e sem novidades até serve para divulgação de sua empresa, mas vai ter que esperar que alguém o procure de forma ativa. Se você tiver um blog ou vlog, toda a semana haverá novidades e você pode disparar isso para sua rede de leads. Escreva sobre seu segmento ou nicho sempre oferecendo algo do interesse das pessoas, para melhorar a vida ou os negócios delas. Grave vídeos com dicas e depoimentos de clientes. Enfim, use a criatividade e publique ao menos uma vez por semana alguma novidade em seu site. Se precisar de ajuda, conte conosco nisso. Clique AQUI e fale com a gente.

5. Contato facilitado

Tenha um formulário de contato acessível e fácil de preencher. Sem muitos dados, no máximo o nome, o e-mail e o celular e uma área para mensagem. Coloque botões que apontem para este formulário em várias seções do site. Disponibilize uma forma de contato on-line. Pode ser via Whats-app como um botão flutuante com link direto para seu número ou então com um app de chat ao vivo. E o mais importante: o usuário deve ser rapidamente atendido, seja por e-mail, chat ou Whats-app.

6. SEO na veia

SEO é “search engine optimization”, ou seja, seu site deve estar otimizado para que os motores de busca o encontrem e o listem organicamente na primeira página de busca. Há uma série de fatores que ajudam a melhorar este resultado e é algo que deve ser feito por especialista em programação. Já falamos sobre isso aqui no blog e se você quiser mais detalhes, clique aqui.

Essas são basicamente o essencial que um site deve ter para jogar a seu favor e não contra você. E então, seu site passa no teste? Se precisa melhorar o seu site ou de um site novo ou ainda não tem um site, fale com a gente. Teremos prazer em fazer um site super bacana, bonito e que vai fazer sua marca crescer na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *